Bondage.  escrito em segunda 25 fevereiro 2008 23:57

Blog de sophiedominatrix :Dominação *** Libertinagem*** Supremacia Feminina***, Bondage.
O bondage é uma modalidade dentro do universo sadomasoquista e o termo vem do inglês (bond) que significa preso. Em nossa cultura entendemos o bondage como a prática de imobilizar a parceira ou parceiro para aplicação de carícias, torturas ou ainda por punição estando a parte submissa indefesa e em total passividade. A prática do bondage deve ser prazeirosa para ambas as partes, e para que isso aconteça a relação deve estar apoiada em três pontos básicos, o jogo tem que ser São, Seguro e Consensual. Vários itens podem ser usados neste jogo de imobilizações, desde cordas , meias de seda, tiras de pano, até correntes trancadas com cadeados e algemas. Tudo depende das fantasias e limites de cada um, limites estes que já devem estar esclarecidos e acordados entre as partes para que não haja abusos. A parte dominante deve respeitar de imediato este limite que deve ser alertado com a pronúncia de uma SafeWord (palavra segura), que também já deve estar combinada desde antes do jogo começar. A SafeWord é necessária pois neste jogo a expressão ( Não! Por Favor Pare! ) serve simplesmente para que a parte submissa fantasie e sinta sua falta de controle sobre a situação, nesta hora quase sempre o (Não) quer dizer (Continue Por Favor...Não Pare!). Quando a SafeWord for dita é um sinal de que a parte submissa atingiu o ponto máximo que pode suportar e quer realmente parar por ali, por isso deve ser respeitada de imediato, caso contrário deixa de ser prazeiroso. O avanço insensato além deste ponto pode trazer danos físicos ou psicológicos, comprometendo inclusive o relacionamento, começando pela perda da confiança que é um fator essencial para que tudo corra bem. A segurança também está no fato de que numa emergência a parte dominante deve ter o controle imediato da situação com meios de libertar a sua presa restabelendo seus movimentos em poucos instantes. Outro ponto a ser observado é que as amarras ou instrumentos de restrição devem impedir os movimentos e não a circulação sanguínea dos membros imobilizados. O Bondage pode ser feito de várias formas e para várias finalidades, ele pode ser benevolente dando alguma liberdade de movimento dentro de determinados limites, pode ser cruel impedindo fortemente qualquer tentativa de movimento, pode ser usado para fins de tortura em determinadas partes do corpo como seios ou genitais, pode ser usado para manter a parceira ou parceiro numa posição conveniente para sexo, pode ser usado também como terapia com os nós apertados pressionados contra determinados músculos efetuando um tipo de massagem, etc...

 

Deve-se evitar deixar uma pessoa amarrada sozinha sem que haja um monitoramento constante, mesmo que por curto período de tempo, apesar de saber-se que isso as vezes pode ser uma das fantasias do(a) prisioneiro(a). Sentir-se abandonado(a) naquela situação, lutar solitariamente até a exaustão tentando se libertar vendo que não há mais ninguém alí para faze-lo. Perceber com o tempo que é impossível livrar-se das amarras traz uma excitação inigualável.
permalink

Bondage.  escrito em segunda 25 fevereiro 2008 23:55

Blog de sophiedominatrix :Dominação *** Libertinagem*** Supremacia Feminina***, Bondage.
O bondage é uma modalidade dentro do universo sadomasoquista e o termo vem do inglês (bond) que significa preso. Em nossa cultura entendemos o bondage como a prática de imobilizar a parceira ou parceiro para aplicação de carícias, torturas ou ainda por punição estando a parte submissa indefesa e em total passividade. A prática do bondage deve ser prazeirosa para ambas as partes, e para que isso aconteça a relação deve estar apoiada em três pontos básicos, o jogo tem que ser São, Seguro e Consensual. Vários itens podem ser usados neste jogo de imobilizações, desde cordas , meias de seda, tiras de pano, até correntes trancadas com cadeados e algemas. Tudo depende das fantasias e limites de cada um, limites estes que já devem estar esclarecidos e acordados entre as partes para que não haja abusos. A parte dominante deve respeitar de imediato este limite que deve ser alertado com a pronúncia de uma SafeWord (palavra segura), que também já deve estar combinada desde antes do jogo começar. A SafeWord é necessária pois neste jogo a expressão ( Não! Por Favor Pare! ) serve simplesmente para que a parte submissa fantasie e sinta sua falta de controle sobre a situação, nesta hora quase sempre o (Não) quer dizer (Continue Por Favor...Não Pare!). Quando a SafeWord for dita é um sinal de que a parte submissa atingiu o ponto máximo que pode suportar e quer realmente parar por ali, por isso deve ser respeitada de imediato, caso contrário deixa de ser prazeiroso. O avanço insensato além deste ponto pode trazer danos físicos ou psicológicos, comprometendo inclusive o relacionamento, começando pela perda da confiança que é um fator essencial para que tudo corra bem. A segurança também está no fato de que numa emergência a parte dominante deve ter o controle imediato da situação com meios de libertar a sua presa restabelendo seus movimentos em poucos instantes. Outro ponto a ser observado é que as amarras ou instrumentos de restrição devem impedir os movimentos e não a circulação sanguínea dos membros imobilizados. O Bondage pode ser feito de várias formas e para várias finalidades, ele pode ser benevolente dando alguma liberdade de movimento dentro de determinados limites, pode ser cruel impedindo fortemente qualquer tentativa de movimento, pode ser usado para fins de tortura em determinadas partes do corpo como seios ou genitais, pode ser usado para manter a parceira ou parceiro numa posição conveniente para sexo, pode ser usado também como terapia com os nós apertados pressionados contra determinados músculos efetuando um tipo de massagem, etc...

 

Deve-se evitar deixar uma pessoa amarrada sozinha sem que haja um monitoramento constante, mesmo que por curto período de tempo, apesar de saber-se que isso as vezes pode ser uma das fantasias do(a) prisioneiro(a). Sentir-se abandonado(a) naquela situação, lutar solitariamente até a exaustão tentando se libertar vendo que não há mais ninguém alí para faze-lo. Perceber com o tempo que é impossível livrar-se das amarras traz uma excitação inigualável.
permalink

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para sophiedominatrix

Precisa estar conectado para adicionar sophiedominatrix para os seus amigos

 
Criar um blog